Centro Comunitário Jardim Autódromo

CJ Mãe Sofia

O Serviço Centro para Juventude começou atender 90 jovens no ano de 2009 com a faixa etária 15 a 17 anos e 11 meses e 18 a 23 anos e 11 meses, em 01/01/14 passou atender 120 jovens com a faixa etária de 15 anos a 17 anos e 11 meses, jovens em situação de vulnerabilidade social tendo como objetivo: Proteção social a adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida, assegurando espaços de autonomia e inserção social, estimulando a participação na vida pública da comunidade onde os mesmos estão inseridos e o reconhecimento do trabalho como direito de cidadania, ampliando o repertório cultural e participação na vida pública.

Buscando atender os jovens de forma que os mesmos possam interferir de forma positiva na realidade onde vivem, e se habilitem a desenvolver um projeto de vida, atuando na comunidade, na área social, de modo a incentivar o papel do protagonista jovem na busca da superação da exclusão social, o ciclo vicioso da miséria e o espiral da violência.

Desenvolver ações educativas pautadas através de projetos pedagógicos que propiciem o reconhecimento de capacidades e o desenvolvimento de potencialidades.

Preparar o jovem para o mundo do trabalho, por meio dos das referencias conceituadas á saber:

  1. Desenvolver habilidades para construção de um projeto de vida na busca da identidade, reconhecimento e empoderamento de seus direitos.
  2. Compreender o jovem como parte de determinado núcleo familiar e comunitário propiciando o protagonismo jovem;
  3. Cidadania: Reconhecimento do jovem como sujeito de direitos em determinada fez do ciclo etário na perspectiva de minimizar a exclusão social o ciclo vicioso da miséria e o espiral da violência;
  4. O jovem como sujeito da ação sócio educativas favorecendo atividades que estimulem a expressividade, vivencias criativas, participação, responsabilidades, ou seja, ações que norteiam um cidadão critico, autônomo e em sua potencialidade.

O Centro para a Juventude esta localizado no município de São Paulo, região Sul , no Distrito da Cidade Dutra , dentro da área da administração Regional da Subprefeitura de Capela do Socorro.

Os cursos são administrados na Rua Nossa Senhora Aparecida, 253- Jardim Cristal –São Paulo - SP

O CJ Mãe Sofia tem convênio com à Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social – SMADS da Prefeitura de São Paulo, atendendo 120 adolescentes e jovens.

A região da Capela do Socorro é parte da Zona Sul da cidade de São Paulo, e é delimitada pelas represas Guarapiranga e Billings, pelo Rio Jurubatuba e, ao Sul, pela divisa do município de São Paulo.

A região da Capela do Socorro se insere quase integralmente na Zona de Proteção aos Mananciais, que desde os anos 70 é protegida por Lei Estadual com o objetivo de inibir a ocupação e o adensamento urbano.

A região da Capela do Socorro tem absoluta predominância da população de baixa renda (0 a 8 salários mínimos), oscilando essa parcela da população conforme bairro de 60 a 80% da população da região.

A região conta com uma população de baixíssima renda. Devido à crise econômica constante que o Brasil vem atravessando nos últimos anos , existem milhares de pessoas desempregadas ou vivendo de subemprego.

O Centro para Juventude atende preferencialmente usuários vindos dos seguintes bairros: Favela da Paz, Vila Nicarágua, Jd. Satélite, Favela Marabá I e II, Conjunto Santa Maria,Jardim Autódromo e Jardim Cristal.

O CJ Mãe Sofia tem uma grade de atividades que totaliza 20 horas semanais e engloba os interesses e desejos dos adolescentes e jovens a fim de garantir a permanência e/ou inclusão do adolescente na escola, o atendimento ocorre no período das 07:30 às 11:30 e 13:00 às 17:00 horas de segunda a sexta-feira.

Os jovens recebem todas as refeições: café da manhã, almoço e lanche da tarde, garantindo ainda a segurança alimentar que é importante para essa faixa etária.

Temos parceria com SENAI ,e os cursos são certificados pelo mesmo, os cursos administrados são: Assistente Administrativo, Auxiliar de Logística, Conferente, Informática Básica com objetivo de propiciar conhecimentos,competências específicas em nível básico, necessárias à inserção dos jovens n mercado de trabalho.Os professores tem formação superior ou técnico dentro da área.

Tem as atividades socioeducativas como tetro, dança, música, visitas a exposições, museu e feiras, passeio de lazer e comemoração dos aniversariantes com objetivo de despertar a criatividade, a expressão de sentimentos,habilidade, descobertas de talentos, das emoções em diferentes linguagens: (literatura, dramatização, artes, pintura, música, dança, filmes e pesquisas, etc..)

Atividades Convivência Social: A valorização da singularidade e da pluralidade, da condição juvenil de suas necessidades, seus desejos e modos de ser, frente a sua condição socioeconômica e cultural, bem como suas formas particulares de interagir com os pares, a família e o meio social tornam as formas de sociabilidade dos adolescentes prioridade para o desenvolvimento de ações socioeducativas.

Nas relações interpessoais os adolescentes desenvolvem capacidade de ouvir o outro, de expressar, de exercitar a flexibilidade e a tolerância diante das diferenças, bem como de mediar conflitos, negociar interesses, construir consensos, identificar interesses comuns, criar, projetar e assumir compromissos e atitudes fundamentais para a construção de um processo socioeducativo, que prioriza a construção de vínculos e o trabalho coletivo.

Atividades Participação Cidadã: A formação para cidadania possibilita a sensibilização e o desenvolvimento de percepção dos adolescentes sobre a realidade social, econômica, cultural, ambiental e política em que estão inseridos, especialmente sobre a condição juvenil; a apropriação dos direitos de cidadania e o reconhecimento de seus deveres; o estímulo ao desenvolvimento de práticas associativas e de formas de expressão e manifestação de interesses, visões de mundo e posicionamento no espaço público.

Atividades do Mundo do Trabalho: Dada a sua grande importância para a vida futura do adolescente, o CJ irá desenvolver sua programação a partir de dois aspectos: Ampliando o conhecimento do jovem sobre o mundo do trabalho e construindo habilidades para a inclusão do jovem no mundo do trabalho.

Atividades com as Famílias

As famílias dos adolescentes atendidos no Centro para a Juventude são vítimas do sistema econômico e da crise profunda de valores na qual encontra-se a nossa sociedade. Sabemos da importância de se desenvolver um trabalho mais efetivo com as famílias dos adolescentes, incentivar a colaboração e participação no desenvolvimento do Serviço, mostrar que são capazes de interferir positivamente na orientação de valores e caminhos.

Ajudar os pais em momentos críticos; ouvindo, fazendo entender situações que dificultam o diálogo, construir linhas de ações para facilitar a convivência familiar que distancia a afetividade.

Encaminhar para outros tipos de atendimento quando necessário na tentativa de integrar nosso trabalho às famílias. Em vários momentos os pais são convidados a participarem de reuniões reflexivas, focando temas educacionais, visita domiciliar.

O Centro para a Juventude promove festas comemorativas, eventos, mostra dos trabalhos realizados pelos adolescentes, com a participação da família e comunidade.

Trabalho com as famílias possibilitará o desenvolvimento de autonomia individual de cada uma, propiciar e fortalecer o convívio ou vivência familiar e comunitária e garantir o acesso às redes setoriais e socioassistenciais.

Telefone: (11) 5660-7698

Email: cjmaesofia@hotmail.com

Gerente de Serviço II: É responsável pela gestão do serviço de Proteção Social Básica, com funcionamento diário de prevenção e convívio para a garantia dos direitos socioassistenciais.

Assistente Técnico II: Oferece suporte técnico ao gerente de serviço no trabalho desenvolvido pela Proteção Social Básica, com funcionamento diário de prevenção e convívio para a garantia dos direitos socioassistenciais.

Técnico Especializado II: Atua como instrutor de conteúdo específico voltado à área socioassistencial.

Orientador Sócio-educativo II: Oferece orientação social e educativa junto aos usuários de acordo com a programação e orientação técnica estabelecida.

Cozinheiro: Responsável pela preparação de refeições ou lanches, segundo cardápio estabelecido e pelo controle e organização geral da cozinha e despensa.

Agente Operacional: Executa serviços de higienização, limpeza, arrumação e manutenção; auxilia na preparação de refeições; zela e vigia o espaço físico do serviço.

Missão

“Atender crianças, adolescentes e adultos com ações de educação, cultura e assistência na região Sul de São Paulo, propiciando melhor qualidade de vida e protagonismo social”.


Finalidade Estatutária

A organização tem por finalidade estatutária prover a mais ampla assistência à criança, ao adolescente, ao adulto e ao idoso, sem distinção de raça, cor, nacionalidade, condição social, credo político, filosófico e religioso, desenvolvendo valores cívicos, morais e humanitários. Promover o ser humano em sua totalidade, procurando desenvolver suas potencialidades, contribuindo para a formação do caráter e da personalidade, visando uma educação transformadora, para que a sociedade possa se tornar melhor.


Jornal da Família SASF Grajaú - Edição 4

O CEDESP Anna Lapini é um dos núcleos do Centro Comunitário Jardim Autódromo, mantém convênio com...

LEIA MAIS

07/07/2018

Festa Juninda CEI NOSSA SENHA DE GUADALUPE

Venha participar da nossa festa!

LEIA MAIS